PASSINI, Elza Yasuko. Prática de ensino de Geografia e estágio supervisionado. São Paulo: Contexto, 2007. 221p.

O livro retrata experiências oriundas da disci­plina prática de ensino e estágio supervisionado de ensino de Geografia, desenvolvido na Universidade Estadual de Maringá-PR. A consolidação baseou-se na concepção de pesquisa colaborativa, na qual procura inter-relacionar a universidade e a escola no proces­so de formação inicial para os estagiários e formação continuada para os professores regentes.  A obra é composta de dezenove tópicos e ane­xos, os quais foram elaborados tanto pelos educandos como pelos professores responsáveis pelas disciplinas. Fato este que demonstra a inovação no ensino-aprendizagem de professores de Geografia. Observa-se, também, um esforço na superação da lógica tra­dicionalista no ensino-aprendizagem e, consequentemente, para constituir uma nova práxis que possa propiciar a atuação crítica reflexiva da “teória-prática-teória”.  Outro fator que revela a procura de superação pode ser evidenciado por algumas abordagens, tais como: parceria universidade-educação básica, novo professor, conhecimento moral, didática da afetividade, utilização de situações-problema, sala-ambiente, alfabetização cartográfica, multimídia, “cibersociedade” e auto-avaliação.

No entanto, percebe-se nas diversas temáticas construídas pelos auto­res uma auto-valorização do papel do professor diante dos diversos desafios do ensino público e privado neste princípio do século XXI. Diante disso, transforma-se o papel das práticas e do estágio supervisionado na consoli­dação de um novo professor, em especial, de Geografia. Entretanto, observa-se uma certa despolitização das relações entre “teória-prática-teória” a qual pode impossibilitar a compreensão do significado das políticas públicas no ensino básico e superior.

O livro “Prática de ensino de Geografia e estágio supervisionado” é o retrato de um novo modelo de formação institucional de professores constituído após a promulgação da Lei nº 9.394/96. O mesmo revela novas possibilidades  didática  e  pedagógica  de  ensino-apredizagem  de  Geografia  na formação de professores a partir da aproximação universidade-escola. Além disso, se bem compreendido, pode contribuir para a transformação de algumas práticas tradicionais do ensino de Geografia no espaço escolar.

A  Geografia,  uma  disciplina  outrora  simplória  e  enfadonha,  estaria sendo superada pelas novas práticas de  ensino? Ou, ainda encontra-se amordaçada pelos construtos políticos dos Estados-Maiores, pelo interesse das  grandes  corporações  comerciais  e,  portanto,  (a)política  diante  das  diversas territorialidades da chamada “sociedade em rede”? Qual o papel das disciplinas de práticas de ensino e de estágio supervisionado diante dessas questões?

Em síntese, o livro é um convite aos professores universitários e do ensino básico e, mormente, para os futuros educandos de licenciatura em Geografia.  A  obra  viabiliza-nos  represar  o  modelo  de  ensino-aprendizagem  nas  escolas  e  nas  universidades,  bem  como,  pode  incentivar  os  grupos de pesquisas que acreditam na possibilidade de ensinar e desenvolver pesquisa-ação.

 

Valney Dias Rigonato –  – Mestre em Geografia, professor da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Colégio Aplicação).

Boletim Goiano de Geografia. Goiânia, v. 29, n. 2, jul./dez, 2009

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.