Ingesta | USP | 2019

Ingesta Ingesta

A Revista Ingesta (São Paulo, 2019-) é uma publicação eletrônica de periodicidade semestral, editada por alunos de pós-graduação em História Social da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, membros do Laboratório de Estudos Históricos das Drogas e Alimentação (LEHDA), fundado em 2016 na mesma instituição.

Nosso objetivo é publicar artigos, resenhas e dossiês temáticos (em português, inglês ou espanhol) produzidos por pós-graduandos e pesquisadores pós-graduados, que possam contribuir com o desenvolvimento dos estudos históricos sobre alimentação e drogas, em seus amplos aspectos.

Textos relacionados ao campo da História serão privilegiados, mas aqueles que abordarem a temática e estiverem relacionados a disciplinas afins, como a Antropologia, a Sociologia, a Arqueologia, entre outras, também serão considerados para avaliação do Conselho Editorial e do Conselho Científico da revista.

[Periodicidade semestral].

Acesso livre

ISSN 2596-3147

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

HAWÒ | UFG | 2019

Hawo Ingesta

Hawò (2019-) é uma revista científica, publicada na versão eletrônica pelo Museu Antropológico da Universidade Federal de GoiásTem como objetivo fomentar e divulgar a produção científica realizadas por pesquisadores de instituições reconhecidas, nacional e internacionalmente, que venham contribuir para a geração, preservação e difusão de novos conhecimentos nas áreas relacionadas à Antropologia Social e Cultural, Antropologia Biológica, Arqueologia, Etnolingúistica, Museologia, Arte e Cultura Popular, Patrimônio Cultural, Educação e Etno-História, em seu caráter interdisciplinar.

A revista Hawò, desde sua criação, adotou a modalidade anual de publicação contínua. Essa modalidade permite a publicação dos artigos conforme sua aprovação, agilizando assim  o processo de comunicação e divulgação das pesquisas. Não há fascículos ou periodicidade definidas.

A revista Hawò oferece acesso online e aberto a todo o seu conteúdo, o que significa que todos os artigos estão disponíveis na internet para todos os usuários após sua publicação, sendo os autores responsáveis pelo conteúdo de seus artigos. Segue o princípio de disponibilizar gratuitamente as informações científicas ao público, de forma a contribuir com maior democratização ao conhecimento.

Acesso livre

Periodicidade contínua

ISSN  2675-4142

Acessar resenha

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Tessituras | UFPEL | 2013

Tessituras Antropologia e arqueologia 2 Ingesta

Tessituras – Revista de Arqueologia e Antropologia (2013-), é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Antropologia e vêm agregar como mais uma das iniciativas de um grupo de professores e professoras da UFPel que, desde 2008, com a abertura do curso de Bacharelado em Antropologia, investe no desenvolvimento e consolidação de estudos nas áreas de Antropologia e Arqueologia no extremo sul do Brasil.  Desde a criação do Bacharelado, assim como com o início do curso de Pós-Graduação em Antropologia em 2012, a UFPel tem contribuído com a produção de pesquisas e com o desenvolvimento de cursos e seminários que vêm ampliando tanto o acesso a dados da região sobre temas próprios à Antropologia e à Arqueologia como proporcionado uma reprodução qualificada dos referencias teóricos que sustentam a produção destas disciplinas.

A publicação da revista Tessituras é mais um passo para a qualificação desse trabalho acadêmico, uma vez que ela pretende possibilitar o diálogo da produção em Antropologia e Arqueologia da região com a produção de nível nacional e internacional. Entendemos que a publicação da revista nos integra cada vez mais a um circuito acadêmico mais ampliado, fortalecendo um movimento que já é feito através da produção de seminários, publicação de livros e artigos e a participação de nossos docentes e discentes em eventos científicos de todos os âmbitos. Enfim, o que pretendemos é que a Tessituras promova uma marca própria da Antropologia e Arqueologia feita no extremo sul do Brasil e, ao mesmo tempo, abra um canal de diálogo importante e duradouro com a produção de outros espaços de produção acadêmica.

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Periodicidade semestral

ISSN 2318-9576 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Antrope | CAQ | 2013

Antrope Ingesta

Antrope (Tomar, 2013-) insere-se na temática geral: GD 7 – Interdisciplinar (Social Sciences – Interdisciplinary, History and Philosophy of Science).

É uma publicação electrónica cuja Série Periódica é semestral.

É editada pelo Centro das Arqueologias (ex-Centro de Pré-História; ex-Centro Transdisciplinar  das Arqueologias), do Instituto Politécnico de Tomar (Portugal).

Tem como objectivo proporcionar um espaço informativo multidisciplinar e transversal entre as Ciências Sociais, Humanas, da Terra e da Vida.

Pretende-se que o conteúdo seja de acesso livre, permitindo aos investigadores obter informação disponível gratuitamente aumentando assim o intercâmbio do Conhecimento.

Aceitam-se contribuições originais e inéditas nas áreas das Arqueologias, História, Didáctida da Arqueologia, Arqueometria, Antropologia Biológica, Zooarqueologia, Traceologia, Proveniência de Matérias-Primas e outras áreas afins aplicadas ao Património Arqueológico.

Periodicidade semestral

ISSN 2183-1386

Acesso livre

Acessar resenhas [Não publicou resenhas até 2021]

Acessar dossiês [Não publicou dossiês até 2021]

Acessar sumários

Acessar arquivos

Arqueologias., História., Didática da Arqueologia., Arqueometria., Antropologia Biológica., Zooarqueologia., Traceologia., Proveniência de Matérias-Primas., Património Arqueológico., Multidisciplinar

Mundo Antigo | UFF | 2012-2017

Revista Mundo Antigo Ingesta

A Revista Mundo Antigo (Campos dos Goytacazes, 2012-2017) é um periódico científico e de acesso aberto (Open Access Journal). A revista é especializada em  História Antiga, História Medieval e Arqueologia, e é publicada pelo  Núcleo de Estudos em História Medieval, Antiga e Arqueologia Transdisciplinar (NEHMAAT) subordinada ao Departamento de História de Campos dos Goytacazes – Universidade Federal Fluminense. Este periódico tem por objetivos:

  • Promover o intercâmbio entre pesquisadores, professores e pós-graduandos do Brasil e do exterior.
  • Disseminar pesquisas de professores e pós-graduandos do Brasil e do exterior.
  • Permitir acesso mais ágil e fácil a produção acadêmica de modo a ser usada em pesquisas futuras por discentes e docentes.
  • Estimular a produção de conhecimento sobre a História Antiga, História Medieval e Arqueologia Antiga.
  • Divulgar publicações, eventos, cursos e sites, quando possível, de modo a contribuir com a pesquisa docente e discente.
  • Estabelecer uma relação entre mundo antigo e mundo contemporâneo, quando possível, para uma melhor compreensão dos processos históricos.

Periodicidade semestral.

Acesso livre.

ISSN 2238-8788

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Trilhas da História | UFMS | 2011

Trilhas de Historia2 Ingesta

Trilhas da História (Três Lagoas, 2011-) foi pensada e elaborada com o objetivo de promover o debate acadêmico, tendo o propósito de enriquecer as pesquisas em andamento, tal como agregar produções de outros lugares, instituições e sujeitos.

Com esse objetivo, esperamos alcançar, além de professores da universidade e da rede pública e privada de ensino, alunos graduandos de nosso curso [de História – Três Lagoas/MS] e de outras universidades, tendo por intuito incentivar novas pesquisas e a busca por conhecimentos produzidos pela História e áreas afins.

Se a proposta é interdisciplinar, disciplinas como a Filosofia, Geografia, Ciências Sociais, Antropologia, Arqueologia, entre outras, encontrarão espaço para veicular as suas produções, desde que concernentes aos temas sugeridos pela Revista. A Revista se constitui de Dossiês; Artigos livres; Ensaios de Graduação; Resenhas e Fontes.

Periodicidade semestral.

Acesso livre.

ISSN 2238 1651

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Tiempo Histórico | UAHC | 2010

Tiempo Historico Ingesta

Revista Tiempo Histórico (TH) es una publicación semestral (junio – diciembre) de la Universidad Academia de Humanismo Cristiano. Es una revista de carácter académico, que recibe solo artículos inéditos centrados en Historia de Chile, Historia de Ibero América y en temas de orden teórico y metodológico. La publicación está abierta a recibir contribuciones tanto desde la Historia como de otras disciplinas afines a la misma, tales como: Sociología, Antropología, Arqueología e Historia del Arte.

Las contribuciones que recibe TH forman parte de las siguientes secciones:

Artículos: Se incluyen artículos originales que no estén siendo evaluados simultáneamente en otras publicaciones; avances y resultados de proyectos de investigación, ensayos críticos y discusión de fuentes históricas.

Reseñas: Las reseñas deben ser críticas y versar sobre libros pertinentes para la disciplina histórica, las ciencias sociales y humanas y que hayan sido publicados en los últimos cinco años. El equipo editorial revisa cada una de las reseñas y, de ser aprobadas, pasan al proceso de edición y diagramación.

Tiempo Histórico está dirigida a investigadores, profesionales, académicos y estudiantes de postgrado y pregrado interesados en la creación y reflexión de conocimiento histórico.

Tiempo Histórico se encuentra en los siguientes índices, bases de datos, directorios y catálogos:  DOAJ. Directory of Open Access Journals.; ERIHPlusMIARLATINDEX. Catálogo v1.0 (2002 – 2017); CLASELATINDEX. Directorio; EBSCO host; DIALNET;  BIBLATSHERPA/RoMEOFLACSO REDIVJOURNAL TOCsKYUSHU LibraryOPAC plusORBIS; EZ3AcademicKeysREDIBKANAZAWA.

Periodicidade semestral

Acesso livre

ISSN 0719-5699

Acessar resenhas

Acessar dossiês [Não publicou dossiês até 2021]

Acessar sumários

Acessar arquivos

Amazônica | UFPA | 2009

Amazonica Revista de Antropologia da UFPA Ingesta

Amazônica  – Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará (2009) é um periódico científico internacional, voltado a promover o debate, a construção do conhecimento e a veiculação de resultados de pesquisas científicas relativas às populações nativas da região Amazônica, nos quatro campos da antropologia.

Amazônica pretende ser um fórum de debates para integrar cientistas que atuam nos diversos países amazônicos, de forma a romper as barreiras nacionais que têm mantido suas produções científicas isoladas e dificultado o diálogo.

Incentiva-se a publicação de artigos de cunho transdisciplinar e resultados de pesquisas que envolvam equipes interinstitucionais e transnacionais.

São também aceitos trabalhos que, ainda que não versem sobre sociedades amazônicas, tenham importância inequívoca para o avanço do conhecimento científico sobre a região.

Uma vez que essa é uma revista transdisciplinar e transnacional, os autores deverão ser capazes de expor suas idéias de forma compreensível para cientistas das diversas nacionalidades e das diversas disciplinas que estudam a diversidade e variabilidade da experiência humana.

São aceitos artigos em português, inglês, espanhol e francês. A revista publica artigos originais inéditos, relatórios de pesquisa, notícias de pesquisas em andamento, resenhas, traduções, resumos de teses e ensaios fotográficos.

Periodicidade: Semestral, publicada em março e setembro.

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

ISSN 2176-0675 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Antropologia Social/Cultural., Arqueologia., Linguística., Antropologia Física/Biológica.

Especiaria | UESC | 2007

ESPECIARIA Ingesta

Revista Especiaria – Cadernos de Ciências Humanas (Ilhéus, 2007-) recebe semestralmente artigos, resenhas e traduções de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, em português, inglês, italiano ou espanhol, das grandes áreas de ciências humanas e sociais e de letras e linguística.

As submissões seguem fluxo contínuo, com a seguinte configuração: dois semestres consecutivos com números dedicados à filosofia, à história, à arqueologia e às ciências sociais e um semestre com edição dedicada às letras e à linguística, podendo haver chamadas com temáticas específicas.

Periodicidade semestral

Acesso livre

ISSN 1517-5081

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivo

Museu Emílio Goeldi | MPEG | 2006

Museu Emilio Goeldi5 Ingesta

Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi Ciências Humanas (2006) é sucessora do “Boletim do Museu Paraense de História Natural e Etnografia”, fundado por Emílio Goeldi em 1894. A missão da revista é publicar trabalhos originais em Antropologia, Arqueologia, Línguas Indígenas e em áreas afins. Aceita contribuições em português, espanhol, inglês e francês para as seguintes seções: artigos de pesquisa, artigos de revisão, comunicações breves, memória, resenhas de livros, teses e dissertações. É publicado trimestralmente (abril, agosto e dezembro).

A abreviatura de seu título é Bol. Mus. Pára. Emílio Goeldi. Cienc. Murmurar. , que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé e referências e tiras bibliográficas.

O Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas tem uma política de acesso aberto.

Periodicidade quadrimestral

ISSN 1981-8122

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Arqueologia Pública | Unicamp | 2006

Revista de Arqueologia Publica Ingesta

A Revista de Arqueologia Pública (Campinas, 2006-) está integrada as atividades desenvolvidas pelo Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte, vinculado ao Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM) da UNICAMP. O periódico tem como objetivo divulgar trabalhos que abordam temáticas da Arqueologia Pública, do Patrimônio e da Memória.

Arqueologia Pública é um conceito relativamente recente no campo arqueológico, resultado das transformações no âmbito das sociedades e das ciências nas últimas décadas. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), as diversas sociedades passaram por transformações profundas, em particular com a emergência social de grupos como as minorias étnicas e as mulheres. Os movimentos pelos direitos civis e pela emancipação feminina intensificaram essas tendências e foram seguidos por múltiplos outros, tais como a luta contra o belicismo, pela liberdade de orientação sexual, pela liberdade política e social, em diferentes países. A década de 1980 viria a consolidar essas novas realidades, com o questionamento da homogeneidade social e com a luta pelo respeito e valorização da diversidade ambiental e cultural.

Reconhecemos que não há consensos sobre o que é Arqueologia Pública, mas, independente dos consensos, acreditamos nesta Arqueologia como uma prática social engajada que tem o compromisso de construir diálogos e significações sobre Arqueologia, Memória, Patrimônio e Identidades (entre outros tantos eixos heterogêneos e amalgamados) em diferentes comunidades. A Arqueologia Pública alcança, a cada ano, novos horizontes e perspectivas. Tais conquistas devem-se, em grande medida, à crescente inserção das disciplinas científicas e acadêmicas no campo da ciência aplicada. Se isto ocorre em diversos campos, de forma variada, no âmbito da Arqueologia estas posturas de interação com a sociedade generalizam-se em ritmo acelerado. Preocupados com tais questões que permeiam este campo arqueológico, os editores da Revista de Arqueologia Pública visam abrir espaços para discussões democráticas e plurais.

Periodicidade semestral

Acesso livre

ISSN 2237-8294 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

 

Habitus | PUC-GO | 2005

Habitus PUC GO Ingesta

Habitus (2005) é uma publicação semestral do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia que visa divulgar a produção científica nas áreas de arqueologia, antropologia, da documentação audio-visual e do meio-ambiente, tendo como eixo central a investigação e a produção culturais das sociedades humanas e intercâmbio com 339 instituições.

A periodicidade da Revista Habitus é semestral e o recebimento das submissões é ininterrupto.

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

ISSN 1983-7798

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Antípoda | UNIANDES | 2005

Antipoda2 Ingesta

Antípoda. Revista de Antropología y Arqueología is a publication that comes out every three months (January-March, April-June, July-September, and October-December) at the beginning of each of the periods indicated. It was created in 2005 and funded by the School of Social Sciences of the Universidad de los Andes (Colombia). It aims to contribute to the advancement and dissemination of anthropological and archaeological knowledge, and to the critical analysis of sociocultural, methodological and theoretical topics that are relevant for the diverse subfields of the discipline and of other related fields in the social and human sciences. Antípoda constitutes an open, critical, pluralist forum in which hitherto unpublished articles and studies are published in Spanish, English and Portuguese.

Antípoda has a special interest in disseminating the experiences and the results of anthropological studies and of social research on the anthropologies of the world, especially those of Latin America.

Acesso livre

Periodicidade trimestral

ISSN 1900-5407 (Impresso)

ISSN 2011-4273 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

LEPAARQ | UFPEL | 2004

Lepaarq Ingesta

O periódico Cadernos do LEPAARQ (2013) é uma publicação semestral eletrônica do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Antropologia e Arqueologia, do Instituto de Ciências Humanas, mantido pela Universidade Federal de Pelotas (LEPAARQ/ICH/UFPEL). Seu escopo é a divulgação científica nas áreas de Antropologia, Arqueologia e Patrimônio, publicando as seguintes sessões: (1) artigos, (2) relatórios e notícias institucionais, (3) resenhas, (4) notas de pesquisa, (5) ensaios visuais, (6) Traduções e (7) Dossiês.

Os Cadernos do LEPAARQ é uma publicação semestral, portanto cada volume anual corresponde a dois números. A data de submissão dos manuscritos será 31 de dezembro para a primeira edição (janeiro a junho) e 30 de junho para a segunda edição (julho a dezembro).

Atualmente os Cadernos não adotam limites, mínimos ou máximos, para número de artigos por edição. Por ser um periódico de fluxo contínuo, o número de artigos publicados em cada edição corresponderá sempre ao fluxo editorial da revista.

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que fornecer conhecimento científico gratuito ao público proporciona maior democratização global do conhecimento.

Periodicidade semestral

ISSN 1806 9118 (Impresso)

ISSN 2316 8412 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Canindé | UFS | 2001-2008

Caninde1 Ingesta

O Projeto Arqueológico de Xingó editou, entre 1997 e 1998, 14 números de sua publicação seriada CADERNOS DE ARQUEOLOGIA que, apesar das limitações de forma, cumpriram seu papel na divulgação de partes do relatório do salvamento arqueológico realizado nessa área do Baixo São Francisco.

Quando da criação, pela Universidade Federal de Sergipe, do Museu de Arqueologia de Xingó – MAX, e da elaboração do seu plano qüinqüenal de consolidação e desenvolvimento, foi prevista a continuidade de publicação dos CADERNOS. A realidade do Museu mostrou, todavia, a necessidade de ser dado um salto de qualidade em sua publicação seriada, com apresentação compatível com a posição do MAX no cenário científico nacional e capaz de agregar a produção técnica dos seus arqueólogos e de outros centros de pesquisa do país e do exterior.

Assim, em substituição aos Cadernos de Arqueologia, nasceu a Canindé – Revista do Museu Arqueológico de Xingó (2001-2008), com um número anual e constituída de artigos, notas e resenhas. Destina-se à divulgação, sobretudo, de trabalhos na área de Arqueologia, sem esquecer temas correlatos de Geografia, Antropologia, História e outros de interesse.

A publicação da nova revista tornou-se possível graças ao patrocínio da PETROBRAS e ao expressivo apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Canindé de São Francisco e da CHESF/Programa Xingó.

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Brathair | UEMA | 2001

Brathair4 Ingesta

A Brathair – Revista de Estudos Celtas e Germânicos (2001-) foi criada pelo Brathair – Grupo de Estudos Celtas e Germânicos, com o objetivo de fortalecimento dos estudos das culturas celta e germânica e é um periódico pioneiro acerca desses estudos no Brasil. O Grupo Brathair está cadastrado no diretório de pesquisa do CNPq e a revista está atualmente sediada na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), em São Luís. A revista é semestral e de acesso livre.

Em seus quase vinte anos de existência, tem publicado artigos de pesquisadores internacionais consagrados por exemplo, Ciro Cardoso (UFF), do Brasil, e também investigadores de outros países como Klaus Militzer (Universität Bochum) e Jean-Claude-Schmitt (EHESS). Assim, o período oferece ao público interessado e especializado material de qualidade e de livre acesso na temática dos celtas e germanos. A revista publica em português, inglês, alemão, italiano, espanhol e francês.

A revista BRATHAIR propõe-se a divulgar artigos e resenhas de livros sobre celtas e germanos em português, inglês, francês, alemão, espanhol e italiano – produzidos por profissionais de diversas áreas do conhecimento, a saber: história antiga e medieval, filosofia, filologia, antropologia, arqueologia, literaturas medievais e em línguas celtas, germânicas e latinas. Optamos por publicá-la na Internet, a fim de torná-la acessível a estudiosos e ao público interessado nas culturas celtas e germânicas, ampliando, sobretudo no Brasil, o debate e a produção acadêmicos em tais áreas de pesquisa.

Periodicidade semestral

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

ISSN 1519-9053

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Magallania | UMAG | [1998]

Magallania Ingesta

Magallania (Antigua serie Ciencias Humanas de Anales del Instituto de la Patagonia – Punta Arenas, 1998-) es una revista de la Universidad de Magallanes, Instituto de la Patagonía, destinada a publicar contribuciones originales referidas a temas relacionados con historia, etnografía, bioantropología y arqueología, en el ámbito geográfico de Patagonia, Tierra del Fuego, Antártica e islas adyacentes y el océano Pacífico sur-oriental.

Periodicidade semestral.

Acesso livre

ISSN [?]

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Fumdhamentos | Fumdham | 1996

Fumdhamentos Ingesta

A Revista Fumdhamentos (1996), da Fundação Museu do Homem Americano, foi criada para divulgar num fluxo contínuo as pesquisas realizadas por especialistas de diversas áreas do conhecimento no Parque Nacional Serra da Capivara e nas áreas afins.

Embora com interesses específicos diversos, os pesquisadores participam de um interesse comum: a compreensão do bioma da região, a reconstituição do passado humano e sua adaptação ao meio, nas diferentes realidades ambientais pelas quais a região passou desde as primeiras ocupações, até os dias atuais.

Acessar resenhas publicadas na Revista Fumdhamentos

Periodicidade semestral

ISSN – 0104 – 351 X

Acesso livre

Acessar resenhas [Não publicou resenhas até 2021]

Acessar dossiês [Publicou dossiês em forma de anais, já incorporados nos sumários abaixo]

Acessar sumários

Acessar arquivos

Arqueología | UBA | [1994]

Arqueologia UBA Ingesta

ARQUEOLOGÍA es una revista científica con referato de frecuencia cuatrimestral, editada por el Instituto de ArqueologíaFacultad de Filosofía y LetrasUniversidad de Buenos Aires, que publica una edición impresa y otra en línea, proporcionando un acceso abierto a su contenido. Esta revista tiene como objetivo principal publicar contribuciones originales e inéditas escritas en español o en inglés resultantes de investigaciones arqueológicas, o bien de investigaciones multidisciplinarias o de disciplinas afines cuyos objetivos hayan sido guiados arqueológicamente.

Los manuscritos pueden ser de orientación tanto empírica como metodológica, teórica o historiográfica, abarcando cualquier período cronológico y región geográfica. Todas las contribuciones deben adecuarse a las normas editoriales vigentes de la revista. La recepción de manuscritos se realiza únicamente a través del portal de la revista y durante los plazos establecidos en las convocatorias específicas.

Está registrada bajo Licencia Creative Commons 4.0 Internacional Atribución-NoComercial-CompartirIgual (CC-BY-NC-SA).

ISSN 0327-5159 (Impresso)

ISSN 1853-8126 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos [A partir de 2009]

História da Arte e Arqueologia | Unicamp | 1994-2015

hISTORIA DA ARTE E ARQUEOLOGIA1 Ingesta

A Revista de História da Arte e Arqueologia  (1994 – 2015) é uma publicação do Centro de História da Arte e Arqueologia, da Universidade Estadual da Campinas.

Publicada desde 1994, seu principal objetivo é promover um maior desenvolvimento da História da Arte e Arqueologia no Brasil, relacionando-as com a produção internacional da área. A RHAA é uma das mais importantes revistas científicas brasileiras que trata essas duas disciplinas correlatas, e é indexada internacionalmente.

RHAA tem por objetivo a publicação de trabalhos de especialistas brasileiros e estrangeiros sobre qualquer assunto de História da Arte e Arqueologia, e ainda alcançar um público amplo e interessado.

Acesso livre.

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos