Sertões. Natal, v.5, n.1, 2015.

Pré-Textuais

Artigos

Sertões. Natal, v.4, n.2, 2014.

Pré-Textuais

Artigos

Sertões. Natal, v. 4, n.1, 2014.

Apresentação

  • Apresentação
  • PDF

Artigos

Sertões. Natal, v. 3, n.2, 2013.

Apresentação

Sertões. Natal, v. 3, n.1, 2013.

Apresentação

  • Apresentação
  • PDF

Artigos

Sertões. Natal, v.2, n.2, 2012.

Apresentação

Resenha

Sertões. Natal, v. 2, n.1, 2012.

Pré-Textuais

Artigos

 

Combatentes da Paz: os comunistas brasileiros e as campanhas pacifistas dos anos 1950 | Jayme F. Ribeiro

Parece claro a todos nós – como bem nos lembra E. Hobsbawn – que o olhar retrospectivo sobre os acontecimentos é a “arma final do historiador”. O distanciamento temporal dos fatos ocorridos permite-nos um entendimento dos mesmos sob uma perspectiva inalcançável à época em que ocorreram. E é exatamente este exercício que Jayme Ribeiro nos oferece em seu livro sobre a atuação dos comunistas brasileiros nas campanhas pacifistas dos anos 1950. Utilizando extensa pesquisa nos jornais comunistas (assim como nos da grande imprensa) e revistas – e uma boa base iconográfica – o pesquisador, professor e historiador carioca nos remete aos intensos anos 1950, em um momento solidamente marcado pelo recrudescimento da ameaça atômica e da possibilidade de destruição de toda a humanidade em uma guerra entre as superpotências. À sua maneira, os comunistas brasileiros se apropriaram desta conjuntura para lançar no país as bases de uma campanha que buscava mobilizar a militância – e a população de modo geral – em torno de uma suposta “crença no caráter pacifista da URSS”. Leia Mais

Ceará: economia/ política e sociedade (séculos XVIII e XIX) | Mário M. Viana Jr., Rafael R. Silva e Gabriel P. Nogueira

Divulgando os resultados de pesquisas acadêmicas recentes, este livro consiste na reunião de oito estudos que apresentam ao leitor reflexões renovadas sobre o Ceará dos séculos XVIII e XIX. Além de não estar organizado a partir da divisão tradicional em períodos, a coletânea tem a vantagem de dedicar a maioria dos seus capítulos à análise de aspectos relativos à capitania do Ceará, ajudando a suprir a carência da publicação de conhecimento atualizado acerca do passado colonial cearense. Nesse sentido, uma das suas contribuições mais originais é a utilização da expressão Siará grande para se referir ao Ceará dos primeiros séculos, que busca historicizar o passado através da recuperação do seu caráter processual, evitando projeções anacrônicas. Leia Mais

Sertões. Natal, v.1, n.1, 2011.

Pré-Textuais

  • Pré-Textuais
  • PDF

Apresentação

Sertões. Natal, v. 1, n.2, 2011.

Pré-Textuais

Artigos

Sertões | UERN | 2012-2015

Sertoes Sertões

A revista eletrônica Sertões (2012-2015) é resultado do trabalho de um grupo de professores do Departamento de História da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte que atua no campo da História Social e Cultural.

De forma mais específica ela está vinculada ao Grupo de Pesquisa História do Nordeste: sociedade e cultura e tem como missão divulgar não só os trabalhos dos membros do G.P, mas também abre espaço para que outros pesquisadores, estudantes e professores de outras IES possam apresentar resultados de pesquisas históricas que contemplem temas diversos, ligados a Região Nordeste, tais como, regionalismo, secas, mundos do trabalho, campo e cidade, migrações, literatura, intelectuais, cangaço, escravidão, índios, religiosidade, cultura popular, etc.

Cientes que a internet ampliou e facilitou o acesso ao conhecimento, pretendemos nos valer dessa ferramenta poderosa para divulgar o conhecimento histórico. Assim, a Revista Eletrônica Sertões apresenta-se como um espaço plural e democrático.

[Periodicidade semestral]

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

ISSN 2179-9040

Acessar resenhas

Acessar dossiês [Não publicou dossiês]

Acessar sumários

Acessar arquivos