Catolicismo e Política nos séculos XX e XXI / Revista Brasileira de História das Religiões / 2016

Este dossiê é fruto dos esforços reunidos na Rede de Pesquisa História e Catolicismo no Mundo Contemporâneo (RHC), criada por Renato Amado Peixoto, Gizele Zanotto, Cândido Rodrigues e Rodrigo Coppe Caldeira em meados de 2015. Procuramos juntar aqui vários historiadores ligados à RHC que apresentam o resultado de suas pesquisas, levadas a cabo em instituições de diferentes regiões do Brasil, do Chile, da Argentina e da França.

Esta amostra revela não apenas uma riqueza de objetos de estudo, mas também de diferentes aproximações históricas no fazer teórico-metodológico dos artigos. Noutras palavras, pensamos que o presente dossiê traz contribuições interessantes ao campo de estudos do catolicismo no século XX ao mesmo tempo em que se constitui em mais um passo importante rumo à consolidação da RHC, na medida em que se integra ao esforço de produção das coletâneas “Catolicismos e sociabilidade intelectual no Brasil e na Argentina”, lançado em 2014 e “Manifestações do pensamento católico na América do Sul”, de 2015.

Os variados objetos de pesquisa aqui presentes, estudados em temporalidades e espacialidades históricas diversas, expressam a atualidade e a proficuidade das abordagens que se voltam para pensar as relações entre as formas de manifestação do catolicismo com a política e o político. Da leitura do conjunto dos textos o leitor poderá dialogar com temas, objetivos, fontes e abordagens as mais singulares, mas que guardam entre si os liames do pensar essa interface nos séculos XX e XXI.

Poder-se-á notar que as preocupações dos diferentes autores e objetos aqui tratados se voltam, em termos gerais, a pensar as relações entre a História das Religiões e a História Política, importante e controverso problema que interessa não apenas aos seus pesquisadores, mas também a todo o campo da História, uma vez que nos permite aventar aproximações, conceitos e métodos para a compreensão e explicação do tempo presente,

Nesse sentido, os integrantes do dossiê “Catolicismo e Política nos séculos XX e XXI” privilegiaram certos aspectos dessas interações, tais como o estudo das atuações de agentes importantes à hierarquia ou ao laicato da Igreja Católica no Brasil. Este é o foco do artigo de Milton Carlos Costa sobre Dom Antônio Macedo Costa e a sua “teologia do poder”; do estudo de Carlos André Silva de Moura a respeito de Dom Sebastião Leme e o seu projeto de “politização do clero”; das reflexões de Rogério Luiz de Souza e Edison Lucas Fabrício sobre Leonel Franca e as relações entre modernidade e totalitarismo; do artigo de Leandro Garcia Rodrigues acerca das trocas de missivas entre Frei Betto, Leonardo Boff e Alceu Amoroso Lima em tempos de ditadura e repressão política.

Um segundo conjunto de textos volta o seu olhar analítico para pensar as manifestações das relações entre catolicismo e política expressas em jornais, revistas e movimentos. Este é o caso do estudo de Rodrigo Coppe Caldeira e Albert Drummond acerca da questão da imoralidade nas páginas de O Diário Católico; da análise de Ianko Bett sobre a Revista Catolicismo e o anticomunismo; do artigo teórico-metodológico de Renato Amado Peixoto sobre o conceito de colusão e a sua aplicação no exame da relação entre o catolicismo e a extrema direita, no caso da criação da Ação Integralista norte-rio-grandense; do artigo de Omar Acha revelando as atividades da Ação Católica Argentina por meio da política associativa nas décadas de 1930-1970;

O último conjunto de artigos trabalha com as relações objetivas entre catolicismo e a política partidária. Isabelle Clavel aborda, a democracia-cristã na França através do exame do Movimento Republicano Popular (MRP) e das suas metamorfoses frente à realpolitik, à cultura política republicana e à laicidade. Por sua vez, Marcos Fernández Labbé analisa a democracia cristã chilena dando especial atenção ao desenvolvimento histórico do pensamento católico em torno da ação política e laica na década de 1960.

Desse conjunto de autores, textos e abordagens o leitor poderá extrair as linhas de contato, as singularidades, as rupturas e também as permanências entre as diversas expressões do catolicismo em suas relações com a política e o político.

Vale ressaltar que se aponta que o campo ainda se ressente da falta de novos investimentos, mesmo que a ‘Nova História Política’ já tenha sinalizado, há várias décadas, a abertura de possibilidades e sinalizado outros métodos, aproximações teóricas e enfoques, e que, mais recentemente, a ‘Critical Religion’ e, especialmente, a ‘virada pós-secularismo’ tenham apontado novas perspectivas para se ressituar as relações entre o religioso e o político. Finalizando a edição temos os artigos livres e uma resenha que tematizam relações entre as crenças e os discursos religiosos.

Maio de 2016

Cândido Rodrigues, Renato Amado Peixoto e Rodrigo Coppe Caldeira.


RODRIGUES, Cândido; PEIXOTO, Renato Amado; CALDEIRA, Rodrigo Coppe. Apresentação. Revista Brasileira de História das Religiões. Maringá, v.9, n.25, maio / ago., 2016. Acessar publicação original [DR]

Acessar dossiê

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.