A CLIO Arqueológica é um periódico organizado pelo Programa de Pós-graduação em Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em 2014 a CLIO Arqueológica passou a adotar apenas a publicação on-line, baseando-se nos princípios do livre acesso.

Publicada, ininterruptamente, desde 1984, tem como objetivo corroborar com a divulgação das pesquisas realizadas nas áreas de arqueologia e conservação do patrimônio cultural, através de textos originais e inéditos de pesquisadores nacionais e estrangeiros. São aceitos para publicação artigos originais e de revisão, entrevistas, relatórios técnicos de pesquisa, resenhas de livros, resumo de teses e dissertações, escritas em português, inglês, espanhol ou francês. Podem publicar na CLIO Arqueológica pesquisadores vinculados a um programa de pós-graduação como também alunos de graduação, desde que em parceria com um professor vinculado a um programa de pós-graduação.

A CLIO Arqueológica, é um periódico semestral dedicado à área de arqueologia,  sendo duas edições de temas livres, que obedecem ao fluxo contínuo de submissão. A partir de 2016 o corpo editorial decidiu publicar mais um número anualmente, esse temático, organizado por um editor convidado. Essa edição especial, apesar de ser regida pelos mesmos princípios de avaliação e as mesmas diretrizes requeridos dos trabalhos submetidos em fluxo contínuo, não são consideradas na composição dos números anuais de um volume.

A CLIO Arqueológica possui periodicidade semestral, podendo eventualmente publicar edições especiais extemporâneas.

Todos os artigos, entrevistas, relatórios técnicos, resenhas e resumos, publicados pela CLIO Arqueológica encontram-se licenciados pela Criative Crommons Atribuicion 4.0 (CC-BY 4.0). Isso significa que os textos podem ser lidos, baixados,  compartilhados, citados, total ou parcialmente, sem a necessidade de autorização prévia, mediante a devida referência ao(s) autor(es) e a primeira publicação nesta revista.

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.