No primeiro número de 2018 Historiæ apresenta o dossiê “Documentos & Pesquisa” tentando refletir sobre o historiador e suas fontes e pesquisas históricas.

O estudo dos documentos ainda constitui uma das etapas fundamentais da pesquisa, notadamente quando os trabalhos se voltavam a temáticas culturais, como as histórico-literárias. O documento deixou de ser analisado como um ente indubitável, acima do bem ou do mal e código absoluto da verdade, mas isso não retirou a sua relevância, tornando-se a sua própria construção um objeto de pesquisa.

Assim, em se tratando de registros escritos, os documentos passaram a ser interpretados em sua essência discursiva, com a pesquisa voltando-se às próprias condições de produção de uma determinada documentação, ou seja, as suas inter-relações com o contexto em que foi elaborada, bem como às circunstâncias / conjunturas extra, intra e interdiscursivas de sua criação. Este dossiê busca trazer uma série de estudos de caso que abordam estas interfaces entre a pesquisa e a interpretação documental.

A organização do presente dossiê foi realizada pela Professora Doutora Vania Pinheiro Chaves da Universidade de Lisboa e pelo Professor Doutor Francisco das Neves Alves da Universidade Federal do Rio Grande.

Rodrigo Santos de Oliveira – Professor Doutor. Editor


OLIVEIRA, Rodrigo Santos de. Apresentação. Historiae, Rio Grande- RS, v. 9, n. 1, 2018. Acessar publicação original [DR]

Acessar dossiê

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.