HAWÒ | UFG | 2019

Hawo Hawò

Hawò (2019-) é uma revista científica, publicada na versão eletrônica pelo Museu Antropológico da Universidade Federal de GoiásTem como objetivo fomentar e divulgar a produção científica realizadas por pesquisadores de instituições reconhecidas, nacional e internacionalmente, que venham contribuir para a geração, preservação e difusão de novos conhecimentos nas áreas relacionadas à Antropologia Social e Cultural, Antropologia Biológica, Arqueologia, Etnolingúistica, Museologia, Arte e Cultura Popular, Patrimônio Cultural, Educação e Etno-História, em seu caráter interdisciplinar.

A revista Hawò, desde sua criação, adotou a modalidade anual de publicação contínua. Essa modalidade permite a publicação dos artigos conforme sua aprovação, agilizando assim  o processo de comunicação e divulgação das pesquisas. Não há fascículos ou periodicidade definidas.

A revista Hawò oferece acesso online e aberto a todo o seu conteúdo, o que significa que todos os artigos estão disponíveis na internet para todos os usuários após sua publicação, sendo os autores responsáveis pelo conteúdo de seus artigos. Segue o princípio de disponibilizar gratuitamente as informações científicas ao público, de forma a contribuir com maior democratização ao conhecimento.

Acesso livre

Periodicidade contínua

ISSN  2675-4142

Acessar resenha

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Fontes Documentais | IFS | 2018

Fontes Documentais1 Fontes Documentais

A Revista Fontes Documentais (2018-) é uma publicação científica com periodicidade quadrimestral e de fluxo contínuo, organizada pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em História das Bibliotecas de Ensino Superior – GEPHIBES, vínculado ao Instituto Federal de Sergipe – IFS, com o objetivo de atuar como um veículo difusor e fomentador da produção acadêmica. Destina-se à divulgação de trabalhos gerados a partir de pesquisas originais, relatos de experiência, estudos bibliográficos, pesquisas em andamento, resumos expandidos e entrevistas desenvolvidas tanto no estado de Sergipe quanto em outras regiões brasileiras e/ou em outros países. As áreas de abrangência são:

  • Ciência da Informação
  • Biblioteconomia
  • Documentação
  • Arquivologia
  • Museologia
  • História da Educação
  • Áreas afins relacionadas com cultura, memória e representação

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Muséologie | ULIEGE | 2916

Museologie1

The Cahiers de Muséologie are born from the observation that there are currently few scientific museology periodicals in French and that young graduates encounter difficulties in publishing, in particular articles taken from their work. The University of Liège’s Museology Department has therefore set itself the objective of filling this gap and offering the possibility, both to students and young graduates as well as to seasoned researchers and teachers, to publish texts dealing with Museology. in a freer format, reducing the usual constraints of journals. The various sections of the Notebooks are therefore open to museum professionals or practitioners in the field of museography, conservation, museum mediation, etc.

Developed only in digital form, this open access publication is hosted on the publication portal for scientific periodicals of the University of Liège (PoPuPS), which gives it great visibility and interoperability with international networks. The online journal is listed with an ISSN number.

This publication does not specialize in any particular category of museum; it concerns Museology in the broad sense (a set of scientific disciplines which converge when the object of their research concerns the museum, the relationship between society and its heritage, the processes of musealization). The editorial line of these Notebooks is oriented towards scientific contributions that offer original and innovative reflections in the field of Museology. The orientation is scientific, favoring analysis and interdisciplinary reflection, which does not preclude case studies, practical applications or concrete proposals, quite the contrary.

The previous format of these Cahiers provided an independent publication of each text. At this moment of “refoundation” of the journal, after a pause and transition, we have brought together the various texts already published in a “zero” number with the idea of organizing annual numbers including at least one text from each section, to know:

• Articles: scientific articles, submitted to the International Review Committee according to the double blind peer review system.

In addition to these articles, which constitute the heart of the online journal, are the following headings:

• Carnets de visite: reviews of museums and exhibitions (temporary and permanent), which can discuss an institution as a whole or some of its aspects (exhibitions, architecture, scientific mission, cultural activities, etc.). The publication of these Notebooks gives researchers access to information (in particular images) concerning exhibitions or activities which no longer take place.

• Notes de lecture: critical reviews of scientific books and periodicals, print or online publications. The Notes also take an interest, where appropriate, in publications aimed at the general public, or even in works of fiction which depict the museum universe.

• Dans la marge: texts with a freer tone, which allow their authors to express themselves on a topical subject, possibly controversial, and to provoke or take a position in a debate. This section also leaves room for the expression of “hors-piste” reflections, carte blanche, interviews with sometimes existential, sometimes anecdotal considerations as well as the dissemination of reference documents for the museum field.

Acesso livre

Periodicidade [Anual]

ISSN 2406-7202

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

 

 

Museologia & Interdisciplinaridade | UnB | 2012

Museologia e Interdisciplinaridade

Ligada ao curso de Museologia, a Revista Museologia & Interdisciplinaridade, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília, é uma publicação eletrônica de caráter exclusivo acadêmico-científico semestral, dedicada a divulgar e debater artigos, pesquisas e enfoques que enriqueçam a produção do conhecimento no amplo campo da Museologia. Voltada a dialogar com diferentes área do co nhecimento que pesquisam problemas concernentes e transversais à Museologia.

A revista aceita artigos, traduções, entrevistas e resenhas de livre tema, bem como artigos para dossiês temáticos, organizados por professores e pesquisadores convidados pela Comissão Editorial e/ou Editor -Chefe. Qualis Capes – 2016: B1 – Artes; B2 – História; B3 – Ciência da Informação; B4 – Antropologia; B5 Arquitetura

Acesso livre

Periodicidade semestral

ISSN: 2238-5436

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Fumdhamentos | Fumdham | 1996

Fumdhamentos

A Revista Fumdhamentos (1996), da Fundação Museu do Homem Americano, foi criada para divulgar num fluxo contínuo as pesquisas realizadas por especialistas de diversas áreas do conhecimento no Parque Nacional Serra da Capivara e nas áreas afins.

Embora com interesses específicos diversos, os pesquisadores participam de um interesse comum: a compreensão do bioma da região, a reconstituição do passado humano e sua adaptação ao meio, nas diferentes realidades ambientais pelas quais a região passou desde as primeiras ocupações, até os dias atuais.

Acessar resenhas publicadas na Revista Fumdhamentos

Periodicidade semestral

ISSN – 0104 – 351 X

Acesso livre

Acessar resenhas [Não publicou resenhas até 2021]

Acessar dossiês [Publicou dossiês em forma de anais, já incorporados nos sumários abaixo]

Acessar sumários

Acessar arquivos

Museu Paulista | USP | 1993

Anais do Museu Paulista1 Museu Paulista

Anais do Museu Paulista (1993-) vem sendo publicado desde 1922. A partir de 1993, o periódico passou a circular em nova série, com o subtítulo História e Cultura Material. Trata-se de revista acadêmica que traz à discussão temas afeitos à cultura material como mediadora de práticas sociais, bem como abordagens inovadoras sobre processos históricos e museológicos.

Em 2018, o periódico passou a operar no sistema de publicação contínua, em um único volume anual, com submissão de manuscritos tramitada exclusivamente no sistema informatizado para recebimento e gestão de manuscritos do Portal de Revistas da Universidade de São Paulo (USP).

Periodicidade anual.

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY.

ISSN 0101-4714 (Impressa)

ISSN 1982-0267 (Online)

Acessar resenhas [Postar 1993-2017 / Não publicou resenhas no período 2018-2021]

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Museu de Arqueologia e Etnologia | USP | 1991

Museu de Arqueologia e Etnologia da USP 2 Museu de Arqueologia e Etnologia

Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia (1991-) surgiu com o objetivo de promover a divulgação de pesquisas científicas de excelência nas áreas de Arqueologia, Etnologia e Museologia. A publicação é semestral, segue o sistema de revisão por pares e a política de acesso público com conteúdo completo aberto, com recepção de artigos em fluxo contínuo. Publica textos inéditos em português, espanhol, inglês e francês nas seguintes formas: artigos que apresentem resultados de pesquisas científicas originais, ou desenvolvimento de método, revisões bibliográficas ou teóricas extensas sobre os temas abordados pela Revista, resenhas inéditas de livros, teses, dissertações e outras produções, que tenham relevância acadêmica, notas com resultados preliminares e parciais de pesquisas inéditas ou ainda em desenvolvimento, entrevistas feitas com profissionais renomados na áreas de arqueologia, etnologia e museologia, dossiês podem ser publicados em separado ou no corpo da edição.

Periodicidade semestral – Junho e novembro

Acesso livre

ISSN 0103-9709 (Impresso)

ISSN 2448-1750 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

 

Chungara | UT | 1972

Chungara Chungara | UT | 1972

Chungara Revista de Antropología Chilena (1972), es publicada por el Departamento de Antropología, de la Universidad de Tarapacá, Arica, Chile.

Su objetivo principal es difundir estudios originales, empíricos o teóricos, en distintos campos de la antropología y ciencias afines entre los que se incluyen antropología social o cultural, arqueología, bioarqueología, etnobotánica, etnohistoria, geografía, historia, lingüística, paleoecología, semiótica, zooarqueología, museología y patrimonio.

La revista tiene como foco geográfico a la región andina de Sudamérica, sin embargo, se aceptan manuscritos de otras áreas geográficas con aportes teóricos y metodológicos compatibles a las temáticas de la revista con fines comparativos. En este ámbito, las contribuciones tanto teóricas como empíricas deben contribuir a la comprensión, replanteo y generación de problemas en las distintas disciplinas de la antropología y ciencias afines.

La estructura editorial de la revista incluye las siguientes secciones: Editorial, Artículos Científicos inéditos, Debates, Reseñas de Libros, Entrevistas, Homenajes y Obituarios.

Fue fundada en noviembre de 1972 por el Departamento de Antropología de la Universidad del Norte, sede Arica (actualmente Universidad de Tarapacá) y desde esa fecha se ha venido publicando sistemáticamente.

La versión impresa de Chungara, ISSN 0716-1182, se publicó entre los años 1972-2014 y entre 2015-2017 con tiraje limitado. A partir del 2018 solo se publica la versión en línea ISSN 0717-7356. A partir de 2012 se publica trimestralmente.

Chungara Revista de Antropología Chilena debe ser usado, en bibliografías, notas al pie de página, leyendas y referencias bibliográficas.

Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo unLicencia Creative Commons

ISSN 0717-7356 versión en línea
ISSN 0716-1182 versión impresa

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acesar sumários

Acessar arquivos

antropología social o cultural, arqueología, bioarqueología, etnobotánica, etnohistoria, geografía, historia, lingüística, paleoecología, semiótica, zooarqueología, museología y patrimonio.

Antropologia., Antropologia Cultural., Antropologia Social., Arqueologia., Bioarqueologia., Etnobotânica., Etnohistória., Geografia., História., Linguística., Paleoecologia., Semiótica., Zooarqueologia., Museologia., Patrimônio

 

Museu Histórico Nacional | MHN | 1940

Anais do Museu Historico Nacional Museu Histórico Nacional

Os Anais do Museu Histórico NacionalAMHN (1940) são uma publicação voltada para as áreas de História, Patrimônio e Museologia. Sua primeira edição foi  em 1940, sendo publicada quase que regularmente até o ano de 1975. Em 1995, a publicação foi retomada já assumindo as características de um periódico científico anual, tendo como editor o historiador José Neves Bittencourt. Em 2007, a responsabilidade pelas edições passou para os professores Rafael Zamorano Bezerra e Aline Montenegro Magalhães e, a partir de 2016, o professor Álvaro Marins passou a compartilhar com eles a mesma responsabilidade.

Os AMHN recebem submissão de artigos ao longo do ano e possui um amplo corpo de pareceristas, composto por pesquisadores e professores doutores vinculados a universidades e instituições de pesquisa brasileiras e estrangeiras que avaliam as submissões pelo sistema de arbitragem cega por pares.

É classificada na Plataforma Sucpira (no quadriênio de 2012-2016) como B1 nas áreas Interdisciplinar e Comunicação e Informação.

A partir do volume 49, ano 2019, os Anais passaram ser publicados em formato digital na plataforma OJS, o que potencializou seu fator de impacto, reduziu os custos de sua produção e adequou a publicação aos padrões internacionais de divulgação científica. Isso possibilitou que, a partir do volume 50, os AMHN passassem a ter peridiocidade semestral, sendo os volumes lançados no final do primeiro e do segundo semestre do ano.

Acesso livre

Periodicidade semestral

ISSN 1413 1803 (Impresso)

ISSN 2674 7022 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos