Resenhando | UNIFAL | 2020

Resenhando Resenhando

A Revista Resenhando (2020-) da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL/MG) surgiu em decorrência da produção de resenhas advindas de um projeto anterior – Resenhando – , idealizado e promovido pelo grupo PET – Conexões de Saberes – Letras da instituição.

Tem como foco publicações de resenhas, originais e inéditas, escritas, majoritariamente, pelo público da graduação e da pós-graduação, não havendo restrições em relação às áreas do saber com as quais a língua(gem), nas suas mais variadas instâncias, possa dialogar.

No geral, apresentam-se produções escritas do gênero Resenha em temáticas que envolvem: Teoria e Crítica Literária; Literaturas; Linguística; Tradução; Estudos de Tradução; Ensino de Línguas e Literatura; História e Estudos de Gênero.

Objetiva-se, nesse contexto, ampliar a visibilidade dos estudos nos campos das Letras ou de áreas correlatas, promovendo uma difusão de saberes que, posteriormente, possa servir como referência a futuras pesquisas, dentre outras contribuições.

Para tanto, não há discriminação quanto à data de publicação das obras resenhadas, desde que estejam relacionadas ao escopo da revista.

Serão aceitas resenhas que estejam dentro da linha editorial e das regras e normas para publicação desta revista, que receberá, pela editoria, publicações de resenhas em fluxo contínuo.

A Revista Resenhando publica dois volumes a cada ano, podendo, eventualmente, publicar dossiês ou números especiais adicionais.

ISSN 2675-7036

Acessar resenhas

Acessar dossiês [A revista não publica dossiês]

Acessar sumários

Acessar arquivos

Pensares | UERJ | 2012

Pensares em Revista Pensares

Pensares em Revista objetiva divulgar trabalhos acadêmicos nas áreas de Letras e Linguística, Literaturas, Língua Portuguesa, Linguística e Linguística Aplicada, Ensino de Línguas ou Linguagens e de Literaturas. Destina-se a socializar textos que divulguem resultados de pesquisas. É um periódico do Programa de Mestrado Profissional em Letras da FFP-UERJ.

Desde 2008, um grupo de docentes do Departamento de Letras da Faculdade de Formação de Professores (FFP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) realiza fóruns de pesquisas, anuais, promove e socializa produções que se inserem num movimento mais amplo de produção de conhecimento. A revista eletrônica surge como desdobramento e etapa importantes no processo de construção de um Programa de Pós-Graduação stricto sensu, atende ao necessário movimento de redistribuir papéis na economia social da escrita, ao explorar o potencial da textualidade eletrônica. Nossa opção alinha-se à tendência atual de revistas acadêmicas, num âmbito global, com acesso gratuito e completo aos textos. A partir de 2014 passa a ser o periódico do Programa de Mestrado Profissional em Letras da FFP-UERJ.

Pensares em Revista conta com a colaboração das Editoras em conjunto com o Conselho Editorial, compostos por integrantes destacados na docência e pesquisa acadêmica nas áreas de abrangências, no Brasil e no exterior. A revista pretende atender aos critérios de qualidade instituídos pela comunidade científica, com setenta por cento de artigos exógenos ao corpo docente da UERJ.

Periodicidade semestral

Acesso livre

ISSN 2317 2215

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Bakhtiniana | PUC-SP | [2011]

BAKHTINIANA3 2 Bakhtiniana

A Bakhtiniana – Revista de Estudos do Discurso ([20011]-), em formato eletrônico, bilíngue (português e inglês), foi criada pelo programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo / LAEL-PUCSP e os membros da Linguagem, Identidade e Grupo de Pesquisa em Memória / CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) em 2008. A missão da revista é promover e divulgar pesquisas sobre estudos do discurso.

A cada quatro meses, publica artigos, resenhas de livros, debates e relatórios de conferências escritos por professores e estudantes de pós-graduação.

A abreviatura de seu título é Bakhtiniana, Rev. Estud. Discurso , que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé e referências e tiras bibliográficas.

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Entrepalavras | UFC | 2011

Entrepalavras Entrepalavras | UFC | 2011

Entrepalavras não cobra taxa de processamento de artigos (submissão e avaliação).

Alinhada aos princípio da ciência aberta, Entrepalavras permite livre acesso a todo o conteúdo das edições aos leitores.

No espírito de colaboração que rege a comunidade acadêmica nas universidades públicas, a revista convida, eventualmente, os autores de artigos publicados a avaliarem manuscritos submetidos à revista, como pareceristas ad hoc.

De periodicidade quadrimestral, a revista abre chamadas específicas para o número 1 e recebe trabalhos em fluxo contínuo para os números 2 e 3. A publicação em um número de dado volume dependerá da data de conclusão da edição.

  • Número 1: edição temática dedicada a cada ano a uma das linhas da revista: Teoria e Análise Linguística, Práticas Discursivas e Linguística Aplicada. Chamadas vão até outubro de dado ano e a edição é publicada até abril do ano seguinte. A partir de 2021, o número temático passará a ser o 2. Confira a notícia aqui.
  • Números 2 e 3: edições atemáticas que abrangem trabalhos sobre linguística teórica ou aplicada em uma das linhas (Teoria e Análise Linguística, Práticas Discursivas e Linguística Aplicada). Submissões em fluxo contínuo. Os artigos aprovados serão publicados na modalidade contínua em dado número atemático, até atingir o limite de artigos editados para aquela edição (no máximo, 15) ou a data final de publicação do número (último mês do quadrimestre), o que acontecer primeiro. Para maior transparência, no link “chamadas“, indica-se o andamento do fluxo editorial.

Podem ser submetidos para publicação trabalhos originais inéditos que se enquadrem na política editorial da revista e se classifiquem nos gêneros:

  • artigos originais (apresentação de resultados de pesquisas inéditas);
  • resenhas (livros publicados no Brasil, em 1ª edição, há, no máximo, 2 anos, e no exterior, há 3 anos);
  • traduções (artigos ou ensaios que representem contribuição à Linguística, acompanhados de autorização do autor/periódico original)

Acesso livre

ISSN 2237 6321

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

História em Reflexão | UFGD | 2007

Historia em Reflexao2 2 História em Reflexão

Revista Eletrônica História em Reflexão – REHR (2007-) é uma publicação do discentes de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal da Grande Dourados (PPGH-UFGD).

A REHR recebe contribuições em fluxo contínuo e tem como objetivo divulgar trabalhos acadêmicos desenvolvidos na área da História que possibilitem refletir sobre o fazer histórico, bem como em suas relações com a Literatura, a Sociologia, a Antropologia, a Geografia, a Linguística, Educação, entre outros, de forma a propiciar melhor compreensão nos estudos da História e promover a interdisciplinaridade. Ademais, não privilegia uma especificidade temática, na medida em que prevê a divulgação de trabalhos originais.

A Revista Eletrônica História em Reflexão, destina-se tanto a estudantes de graduação e pós-graduação que tenham interesse nos trabalhos publicados, assim como professores de graduação e pós-graduação. Aceita trabalhos em português, inglês e espanhol sob a forma de artigos, entrevistas, resenhas de livros, comentários sobre fontes inéditas, resumos expandidos de trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses, textos livres produção iconográfica e audiovisual e notas breves.

A Revista Eletrônica História em Reflexão tem periodicidade semestral. Todavia, recebe artigos, entrevistas, notas prévias, resenhas, resumos de dissertações e teses e fontes inéditas em fluxo contínuo.

Revista Eletronica História em Reflexão é uma revista Open Access (acesso livre). Todo o seu conteúdo está livremente disponível sem custo para o usuário ou sua instituição. Os utilizadores  podem ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular aos textos completos dos artigos nesta revista sem solicitar permissão prévia do editor ou do autor. Esta revista está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Ao enviar seu trabalho, o interessado confirma que é o autor e possui os direitos autorais, confirma também que o conteúdo é original e anteriormente inédito e que concorda com os termos de licenciamento.

Aceso livre

Periodicidade semestral

ISSN 1981 2434

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

 

Especiaria | UESC | 2007

ESPECIARIA Especiaria

Revista Especiaria – Cadernos de Ciências Humanas (2007-) recebe semestralmente artigos, resenhas e traduções de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, em português, inglês, italiano ou espanhol, das grandes áreas de ciências humanas e sociais e de letras e linguística.

As submissões seguem fluxo contínuo, com a seguinte configuração: dois semestres consecutivos com números dedicados à filosofia, à história, à arqueologia e às ciências sociais e um semestre com edição dedicada às letras e à linguística, podendo haver chamadas com temáticas específicas.

Periodicidade semestral

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

ISSN 1517-5081

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivo

Pagu | Unicamp | 1993

Pagu3 Pagu | Unicamp | 1993

Cadernos pagu, publicação quadrimestral interdisciplinar, tem como objetivo contribuir para a ampliação e o fortalecimento do campo interdisciplinar de estudos de gênero, dando visibilidade à produção realizada no Brasil e promovendo o intercâmbio de conhecimento internacional sobre a problemática. Publica artigos inéditos com contribuições científicas originais, que colaborem para a inovação teórica, metodológica e/ou agreguem conhecimento empírico inovador, e debates em torno de textos teóricos relevantes no campo dos estudos de gênero, viabilizando, assim, a difusão de conhecimentos na área e a leitura crítica da produção internacional.

Tem publicado contribuições das seguintes áreas: Antropologia, Sociologia, História, Ciência Política, Letras e Linguística, História da Ciência, Educação. Mais recentemente, também de áreas como Direito, Psicologia, Comunicação, Saúde Coletiva e Serviço Social. Estimula a publicação de artigos de diferentes áreas disciplinares, desde que estabeleçam uma discussão com as teorias de gênero e feministas, buscando articulações entre gênero e outras diferenças (raça/etnia, cultura, classe, idade/geração, sexualidade e outras). São bem-vindas contribuições em língua portuguesa, espanhola ou inglesa.

A publicação dos cadernos pagu iniciou-se em 1993 e desde então vem contribuindo para a constituição do campo de estudos de gênero no Brasil. A revista foi criada em um momento em que os estudos de gênero já contavam com alguma legitimidade acadêmica no país e a intenção era ampliar sua visibilidade, difundindo e estimulando a produção de conhecimento na área.

A criação do cadernos pagu foi resultado de mais de dois anos de leituras, pesquisas e debates, nos quais integrantes do Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu mapeavam os avanços na produção sobre gênero e seus impasses. O primeiro número foi inteiramente redigido por integrantes do Núcleo, cujos artigos esboçavam essas inquietações. Entre o segundo e o terceiro número, a publicação redefiniu sua política editorial e, simultaneamente, abriu para contribuições de pesquisadoras/es brasileiras/os e estrangeiras/os. Para tanto, constituiu-se um corpo de pareceristas ad-hoc e foram criados o Comitê e o Conselho Editorial. A partir do quinto número, a revista contou com financiamento externo à universidade.

De fato, há dois momentos na história da publicação, visíveis em diversos aspectos da revista, que estão ligados à obtenção do apoio de diversas agências -FAPESP, FAEPEx (Fundo de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão, da Unicamp) e, sobretudo, CNPq, que concedeu o apoio mais relevante em termos de recursos e de continuidade a partir de 1996. Esses financiamentos foram cruciais para o crescimento da publicação, não apenas no que se refere à melhoria da qualidade gráfica e à incorporação de maior número de textos, mas também à adequação às normas editoriais, à ampliação do Conselho Editorial, ao registro em diversos indexadores nacionais e internacionais.

Periodicidade quadrimestral

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY-NC.

ISSN 1809 4449 (Impresso)

ISSN 0104-8333 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos

Investigações | UFPE | 1987

Investigacoes Linguistica e Teoria Literaria Investigações | UFPE | 1987

Chungara | UT | 1972

Chungara Chungara | UT | 1972

Chungara Revista de Antropología Chilena (1972), es publicada por el Departamento de Antropología, de la Universidad de Tarapacá, Arica, Chile.

Su objetivo principal es difundir estudios originales, empíricos o teóricos, en distintos campos de la antropología y ciencias afines entre los que se incluyen antropología social o cultural, arqueología, bioarqueología, etnobotánica, etnohistoria, geografía, historia, lingüística, paleoecología, semiótica, zooarqueología, museología y patrimonio.

La revista tiene como foco geográfico a la región andina de Sudamérica, sin embargo, se aceptan manuscritos de otras áreas geográficas con aportes teóricos y metodológicos compatibles a las temáticas de la revista con fines comparativos. En este ámbito, las contribuciones tanto teóricas como empíricas deben contribuir a la comprensión, replanteo y generación de problemas en las distintas disciplinas de la antropología y ciencias afines.

La estructura editorial de la revista incluye las siguientes secciones: Editorial, Artículos Científicos inéditos, Debates, Reseñas de Libros, Entrevistas, Homenajes y Obituarios.

Fue fundada en noviembre de 1972 por el Departamento de Antropología de la Universidad del Norte, sede Arica (actualmente Universidad de Tarapacá) y desde esa fecha se ha venido publicando sistemáticamente.

La versión impresa de Chungara, ISSN 0716-1182, se publicó entre los años 1972-2014 y entre 2015-2017 con tiraje limitado. A partir del 2018 solo se publica la versión en línea ISSN 0717-7356. A partir de 2012 se publica trimestralmente.

Chungara Revista de Antropología Chilena debe ser usado, en bibliografías, notas al pie de página, leyendas y referencias bibliográficas.

Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo unLicencia Creative Commons

ISSN 0717-7356 versión en línea
ISSN 0716-1182 versión impresa

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acesar sumários

Acessar arquivos

antropología social o cultural, arqueología, bioarqueología, etnobotánica, etnohistoria, geografía, historia, lingüística, paleoecología, semiótica, zooarqueología, museología y patrimonio.

Antropologia., Antropologia Cultural., Antropologia Social., Arqueologia., Bioarqueologia., Etnobotânica., Etnohistória., Geografia., História., Linguística., Paleoecologia., Semiótica., Zooarqueologia., Museologia., Patrimônio

 

ALFA | UNESP | 1962

Alfa3 ALFA

A Alfa: Revista de Linguística, classificada como nível A1 no sistema Qualis/CAPES, é publicada desde 1962 com o objetivo principal de propiciar um espaço para a divulgação de ideias, de propostas e de resultados de pesquisa relativos às diferentes perspectivas teórico-metodológicas dos estudos linguísticos, tanto no Brasil como no exterior. Os volumes regulares, com periodicidade de três números anuais, e os números especiais, quando houver interesse editorial, editam artigos, retrospectivas, resenhas, entrevistas e traduções vinculados a todas as linhas de investigação da Linguística.

O título abreviado do periódico é Alfa, Rev. Linguíst. (São José Rio Preto), que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé, referências e legendas bibliográficas.

Periodização – Fluxo contínuo

ISSN 0002 5216 (Impresso)

ISSN 1981 5794 (Online)

Acessar resenhas

Acessar dossiês

Acessar sumários

Acessar arquivos [Disponíveis a partir do volume 5, 2011]