Intellèctus. Rio de Janeiro, v.20, n.1, 2021.

Intellectus2 Intellèctus

Equipe Editorial

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Resenhas

Uma apresentação ou das cartografias decoloniais no ensino de História | Intellèctus | 2021

Mapa Mundi invertido Ensino de História
Mapa Mundi invertido | Imagem: Pixabay

Neste dossiê sobre pensamento decolonial e suas interfaces com diversos aspectos do ensino de História cartografamos possibilidades de diferentes trabalhos e pesquisas de matriz curricular decolonial e intercultural crítica, quer em espaços educativos formais, quer em espaços educativos não formais. Os artigos apontam caminhos teórico-metodológicos para o enfrentamento e combate de preconceitos, discriminações, racismos, epistemicídios e outros tipos de opressões e silenciamentos construindo memórias e histórias insurgentes. Assim, por meio de aprendizagens mais plurais e inclusivas lutam pela efetivação de maior justiça epistemológica ou cognitiva numa perspectiva de uma educação intercultural crítica.

Organizamos este dossiê dispondo inicialmente os artigos de caráter mais conceitual sobre o pensamento decolonial na relação com o Ensino de História. Na sequência aqueles que apresentam pesquisas e experiências educativas numa perspectiva decolonial. Sendo assim, reunimos treze textos que abordam aspectos do pensamento decolonial e ensino de história em múltiplos espaços e formas. Estes traduzem estudos de caráter teórico sobre o pensamento decolonial, pesquisas e experiências de atividades docentes em escolas, universidades e espaços não formais. Leia Mais

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.19, n.2, 2020.

Equipe Editorial

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.19, n.1, 2020.

Revista Intellèctus

Equipe Editorial

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.18, n.1, 2019.

Equipe Editorial

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.18, n.2, 2019.

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Resenhas

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.17, n.1, 2018.

Equipe Editorial

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.17, n.2, 2018.

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Resenhas

  • SILVA, Alexandra Lima da. Escritas de viagem, escritas da história: estratégias de legitimação de Rocha Pombo no campo intelectual, 2018.
  • Jacqueline de Albuquerque Varella
  • PDF

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.16, n.1, 2017.

Apresentação

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.16, n.2, 2017.

Apresentação

Intelectuais e a relação entre a Ibero-América e a Europa

  • Maria Emilia Prado, Maria Manuela Tavares Ribeiro
  • PDF

Dossiê

Artigos Livres

Resenhas

  • Desvendando os Males do Sertão Goiano por Meio da História da Saúde e das Doenças
  • Fernanda Soares Rezende, Henrique Martins da Silva
  • PDF

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.15, n.2, 2016.

Apresentação

Intelectuais e questão nacional no mundo ibero-americano

  • Maria Emilia Prado, Jorge Pais de Sousa
  • PDF

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.14, n.2, 2015.

Apresentação

Intelectuais e cidade

  • André Nunes Azevedo, Marieta Pinheiro Carvalho
  • PDF

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.14, n.1, 2015.

Apresentação

  • Apresentação: Intelectuais e educação na América Latina
  • Adir da Luz Almeida, Washington Dener dos Santos Cunha
  • PDF

Dossiê

Artigos Livres

Resenhas

  • MOORE, Carlos. A África que incomoda: sobre a problematização do legado africano no quotidiano brasileiro. Belo Horizonte: Nandyala, 2010.
  • Márcio Paim
  • PDF

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.13, n.2, 2014.

Apresentação

  • Intelectuais, ciência e modernindade
  • Karoline Carula, Maria Letícia Corrêa
  • PDF

Dossiê

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.13, n.1, 2014.

Apresentação

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.12, n.1, 2013.

Apresentação

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.12, n.2, 2013.

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.11, n.1, 2012.

Artigos Livres

Intellèctus. Rio de Janeiro, v.10, n.1, 2011.

Apresentação

Resenhas

  • A história ou a leitura do tempo de Roger Chartier
  • Rodrigo Gomes de Araújo
  • PDF

Concepção da coisa julgada contemporânea | Carlos Henrique Soares

Trata-se de um trabalho de significativo valor para o direito processual, pois já faz algum tempo que juristas portugueses e brasileiros discutem a coisa julgada inconstitucional. A proposta do doutor Carlos Henrique Soares, é justamente contrária ao entendimento dos juristas Paulo Otero, de Portugal, e Humberto Theodoro Júnior, do Brasil. A tese de doutorado desenvolvida pelo Professor, na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, portanto, é no sentido de que a coisa julgada só alcança sua imutabilidade e atinge a segurança jurídica à medida que se busca a garantia processual do contraditório.

Mas ainda restam dúvidas sob a revisão ou modificação do trânsito em julgado da decisão jurisdicional e, por conseguinte, a respeito da dependência ou não do processo democrático na coisa julgada. É possível encontrar explicação para esses temas neste livro. Ensina o Professor Carlos Henrique que se houver dependência, só haverá segurança jurídica à medida que se garante o contraditório e a ampla defesa no processo. Leia Mais